Terça, 14 de Julho de 2020
92 99494-2851
Política Política

CPI da Saúde ouve ex-secretária executiva na próxima segunda-feira (8)

A convocação de Daiana Mejia é a primeira agendada pela comissão.

06/06/2020 17h29
Por: Redação1
CPI da Saúde ouve ex-secretária executiva na próxima segunda-feira (8)

Os membros titulares da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Saúde, da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) agendaram para a próxima segunda-feira (8), a convocação da ex-secretária executiva de Atenção Especializada da Capital (SEA-Capital) da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), Daiana Mejia. Com a convocação da ex-gestora do executivo estadual, a comissão tem como objetivo coletar depoimento que auxilie no esclarecimento da compra de respiradores inadequados para o combate à Covid-19.

“Aprovamos requerimento tanto para a convocação da senhora Daiana quanto do ex-secretário Rodrigo Tobias, mas por se tratar naquele momento do início das investigações, concordamos que precisaríamos de material para que de fato eles fossem convidados. Após duas inspeções e inúmeros documentos coletados, decidimos que já devemos ouvir, inicialmente a ex-secretária- para saber o que ela têm a dizer e para esclarecer dúvidas sobre procedimentos adotados quando ainda administrava a saúde na capital”, explicou o presidente da CPI, deputado Delegado Péricles (PSL).

A convocação de Daiana Mejia é a primeira agendada pela comissão. O requerimento que viabilizava tal chamamento da ex-gestora já havia sido aprovado no último dia 27 de maio e aguardava apenas a confirmação da data pelos parlamentares. “Consideramos a senhora Daiana fundamental para o esclarecimento de inúmeras denúncias referentes à aquisição de equipamentos inadequados e com suspeita de superfaturamento efetuados pelo governo do estado neste período de pandemia. O fato virou, inclusive, tema de noticiários nacionais e precisamos investigar”, continuou o deputado.

Na ocasião, foram adquiridos 28 ventiladores pulmonares pelo valor de R$2,9 milhões da empresa Vineria Adega. O equipamento foi anunciado como respiradores de leito quando na realidade atuam somente no transporte de passageiros, fato corrigido na sequência pela atual gestão.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio