Quinta, 01 de Outubro de 2020
92 99494-2851
Polícia Polícia

Ministro do STJ decide que Pastor Everaldo ficará preso preventivamente

O presidente do PSC foi preso, temporariamente, no dia 28, durante operação que afastou Wilson Witzel do cargo de governador do Rio.

05/09/2020 07h58
Por: Redação1 Fonte: Metrópoles
Ministro do STJ decide que Pastor Everaldo ficará preso preventivamente

Presidente do PSC, Pastor Everaldo (foto em destaque) vai ficar preso por tempo indeterminado. A decisão é do ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que nessa sexta-feira (4/9) atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e converteu a prisão temporária em preventiva do político.

Pastor Everaldo foi preso no último dia 28, durante operação que afastou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), do cargo. Eles são investigados por suposto desvios na área de Saúde do Rio de Janeiro.

Ao todo, o STJ expediu 17 mandados de prisão e 72 de busca e apreensão. As ordens foram cumpridas pela Polícia Federal nos Palácios Laranjeiras e Guanabara, na residência do vice-governador, Cláudio Castro (PSC), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, além de outros endereços nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Alagoas, Sergipe, Minas Gerais e no Distrito Federal.

Na quarta-feira (2/9), a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a liminar do ministro Benedito Gonçalves, por 14 votos a um, e manteve o governador afastado por seis meses. Wilson Witzel, se manifestou, pelo Twitter, pouco depois.

“Respeito a decisão do Superior Tribunal de Justiça. Compreendo a conduta dos magistrados diante da gravidade dos fatos apresentados. Mas reafirmo que jamais cometi atos ilícitos”, escreveu.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio