Segunda, 28 de Setembro de 2020
92 99494-2851
Política Política

Comissão de Saúde realiza audiência pública para atualizar reestruturação do Francisca Mendes

A audiência virtual foi mediada pela deputada Mayara Pinheiro, presidente da Comissão de Saúde.

03/09/2020 20h07
Por: Redação1
Comissão de Saúde realiza audiência pública para atualizar reestruturação do Francisca Mendes

A Comissão de Saúde e Previdência (CSP), presidida pela Deputada Mayara Pinheiro (Progressistas), realizou uma Audiência Pública virtual nesta quinta-feira(3), para atualizar sobre as mudanças na gestão clínica do Hospital Francisca Mendes que abrangem desde a formalização do hospital como Fundação Pública, orçamento e aquisição de insumos para cirurgias, aprovação de um estatuto, além da estruturação de um Plano de Cargos e Salários para os servidores da instituição, que é referência em alta complexidade na área de cardiologia. 

A audiência virtual foi mediada pela deputada Mayara Pinheiro, presidente da Comissão de Saúde.“Gostaria de agradecer porque todas as vezes que a Comissão convidou as pessoas técnicas, todos estão disponíveis. Vamos continuar acompanhando para que esta transição seja em favor da população amazonense”, destacou a deputada Dra. Mayara.

Segundo o secretário de Saúde, Marcellus Campelo o orçamento do hospital Francisca Mendes para o próximo ano já foi incluído na Mensagem ao Governador, antes não havia definição para a instituição. “[A unidade] não recebia, como eram dois contratos com a Unisol e tinham vários outros pagamentos, os contratos eram pagos pela Secretaria de Saúde, não tinha nada via Francisca Mendes ou repasse via Unisol ou serviços pagos diretamente pela sede da SES. Criamos uma Unidade de Gestão na Sefaz para a centralização destes recursos”, explicou.

Orçamento de manutenção

Silvana Nobre, promotora de Justiça (MPAM); Arlindo Gonçalves, defensor público (DPE-AM); Alessandra dos Santos, diretora do Hospital Francisca Mendes; os deputados Ricardo Nicolau, vice-presidente da Comissão de Saúde e Wilker Barreto, membro efetivo da Comissão de Saúde e Previdência (CSP) da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM) também fizeram contribuições sobre o andamento da reestruturação do hospital Francisca Mendes. 

“Os recursos precisam ir diretamente para o hospital, a dimensão da Secretaria de Saúde inviabiliza que os pleitos sejam atendidos rapidamente, e como lidamos com vidas, um material que não tenha por um fornecedor, mas aquele paciente está correndo riscos, o tempo é muito precioso. É difícil pensar que não tenha um orçamento pequeno de manutenção, a valer uma unidade de saúde do tamanho do Francisca Mendes”, coloca a promotora de justiça, Silvana Nobre.

Participaram da videoconferência, com transmissão pelo facebook da deputada e youtube, representantes das instituições que estão participando deste processo de reestruturação do Hospital Francisca Mendes, entre técnicos da Secretaria de Estado e Saúde do Amazonas (SES-AM); Marcellus Campelo, secretário de saúde (SES-AM); Thales Stein Schincariol, secretário capital (SES-AM) e Nayara de Oliveira Maksoud, representante da equipe técnica da (SES-AM) que apresentou um monitoramento quantitativo de procedimentos realizados no Centro Cirúrgico de junho a agosto de 2020. A meta é reduzir o tempo de espera dos pacientes para cirurgias, atualmente há 200 crianças aguardando na fila.

Sobre a falta de alguns OPMEs, que são insumos utilizados em intervenção médica de alguns procedimentos, será firmada uma parceria com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) para as embolizações em pacientes neurológicos, a reunião está prevista para acontecer até a próxima quarta-feira(9).

Esta reunião também contou com a participação da presidente da Sociedade Cardiologia do Amazonas, médica Kátia Couceiro; do médico Cardiopediatra, Ronaldo Camargo e do presidente da Associação de Crianças Cardiopatas (APAAC), Lucas Mendes dos Santos enquanto especialistas na área de cardiologia e sociedade civil.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio