Sexta, 07 de Agosto de 2020
92 99494-2851
Política Política

Deputada Mayara Pinheiro defende chamada de concursados e carreira médica no Amazonas

Conforme a parlamentar, a proposta atende uma demanda que é recorrente para vários deputados sobre a ocupação de cargos públicos prioritariamente por concursados e não cargos comissionados.

29/07/2020 18h07
Por: Redação1
Deputada Mayara Pinheiro defende chamada de concursados e carreira médica no Amazonas

A deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro (PP) destacou, durante a sessão híbrida nesta quarta-feira(29), as emendas propostas à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que ainda estão em tramitação na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). 

Uma das emendas é direcionada a prioridade na convocação de candidatos aprovados em concursos públicos no Amazonas. Conforme a parlamentar, a proposta atende uma demanda que é recorrente para vários deputados sobre a ocupação de cargos públicos prioritariamente por concursados e não cargos comissionados. 

Além disso, a parlamentar também defendeu a admissão e contratação de profissionais médicos por admissão de concurso e prova de título. A medida visa assegurar e efetivar a organização da carreira médica no Estado. Desde 2013 existe a previsão para implantação da carreira, porém não foi efetivada até o momento. 

"A carreira médica é um sonho antigo, traz estabilidade aos profissionais. O médico luta por uma carreira plausível, uma carreira que seja condizente com o valor do serviço ofertado. A gente luta por uma carreira médica que atenda as necessidades do profissionais e também da população. Colocando até esses profissionais durante alguns meses à disposição da população do interior, ganhando acréscimos por mobilidade bem como ocorre com outras carreiras profissionais, quando o profissional é destinado ou admitido no interior", explicou. 

Dra. Mayara ressaltou ainda que não abre mão da proposta e caso seja vetada pelo governador, a deputada defende que os demais parlamentares devem derrubar o veto. 

Outro ponto destacado pela parlamentar foi a emenda para investimentos na saúde materno-infantil no âmbito estadual. A emenda reforça o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) assinado em 2018 que prevê a construção de novas maternidades seja no interior ou na capital.

"Não há novos investimentos na saúde materno-infantil desde a época da Maternidade Ana Braga. Então a gente vive a realidade de muitos anos atrás. Essas gestantes precisam ter a questão da desassistência obstétrica também reparada. Precisamos de novos leitos, de leitos de UTI Neonatal, precisamos de equipamentos que condizem com atendimento que a nossa população merece, nesse momento que é tão peculiar na vida da mulher", declarou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio